Páginas

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Oração da Serenidade por Alcoólicos Anônimos


A Oração da Serenidade


Deus concedei-nos a SERENIDADE para ACEITAR as coisas que não posso modificar, CORAGEM para modificar as coisas que posso, e SABEDORIA bastante para distinguir a diferença. Vivendo um dia de cada vez, desfrutando um momento por vez, aceitando as dificuldades como caminho da paz, tomando, como Ele fez, esse mundo pecaminoso como ele é, não como eu gostaria que fosse, confiando em que fará todas as coisas certas se eu submeter-me a Sua vontade, que eu possa ser razoavelmente feliz nesta vida, e infinitamente feliz com Ele para sempre na próxima.


Autoria do teólogo americano Reinhold Niebuhr (1892-1971), que foi uma figura importante na "Neo-ortodoxia", movimento na teologia protestante que reorientou completamente o impulso dos estudos teológicos e bíblicos a partir da década de 1920.

A íntegra desta oração me foi entregue por um veterano como prova de seu carinho e estima. Isso ocorreu no meu primeiro mês em Alcoólicos Anônimos, lembro-me bem das recomendações e observações dadas por aquele veterano na ocasião.  

Seguiu o seguinte monólogo, se assim posso dizer:

─ Garoto, não falei que lhe traria um presente!
─ era um canudo de papel alcalino envolto por uma das mãos ─ 
 continuou dizendo; 
─ O que vou lhe dar ninguém pode saber! certo?
─ Em A.A tudo está mudando. Até com a oração resolveram mexer...  
retiraram a palavra bastante, miseráveis!!! é sabedoria bastante, bastante... entende?
─ Aprenda uma coisa garoto, em A.A. tem tudo que não presta. Inclusive eu!
─ Tome! abra seu presente..

Desenrolei o canudo e logo percebi uma xerox pouco nítida, mas o texto tinha sido feito em letras grandes, ─ era noite ─ minha mente foi tomada de susto, reconheci que tratava-se de uma grande novidade quase que enigmática..., constatei o que havia de especial naquele veterano e em sua irmandade. A origem de tudo. Aquele veterano havia me esperado por 30 anos. Sabe o que isso significa? 
Nunca imaginei que a oração da serenidade possuísse sua versão completa, na verdade, nem passava por minha cabeça que lhe faltava um pedaço, e que pedaço, um sentido filosófico e cheio de religiosidade com tanto apuro e pragmatismo...
Enrolei a folha de papel que continha a oração, agora sob os meus cuidados, agradeci ao veterano com toda força do meu coração aquele singelo presente e voltei para casa meditando sobre Ele e aquele documento, agradecido por Sua inteligência, bondade e justiça. 
Essa oração já me disse tanto...
Guardo essa verdadeira relíquia num pequeno relicário de Alcoólicos Anônimos.         

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sejam todos bem-vindos com suas colaborações de qualquer natureza, excetuando tudo que infrinja as regras do bem proceder. Lembramos sempre que nenhum dos seus membros fala "em nome de" A.A., mas, no máximo, "de" A.A. As opiniões dos alcoólicos recuperados baseiam-se sempre na propriedade de suas experiências pessoais.